Mielite transversa: causas, sintomas, tratamento e evolução

O que é a mielite transversa?

A mielite transversa é uma doença neurológica rara que afeta as substâncias branca e cinzenta da medula espinal, bloqueando totalmente a passagem dos impulsos nervosos, o que determina os seus sintomas. Ela pode aparecer em qualquer idade e igualmente em ambos os sexos. Geralmente é aguda, embora possa também desenvolver-se lentamente. O nome “mielite” é derivado da palavra grega myelós que se refere à espinha dorsal e do sufixo “ite”, que indica inflamação.

v46n1a14-fig01[1].jpg

Qual é a causa da mielite transversa?

A mielite transversa é uma doença de natureza inflamatória e frequentemente se desenvolve a partir de infecções virais ou bacterianas. Pode também ocorrer isoladamente, independente de qualquer outra enfermidade, quando é dita idiopática (sem causa conhecida). Talvez resulte de um ataque do sistema autoimune contra a própria medula espinhal. Não se registra predisposição familiar, sendo afastada, então, qualquer participação hereditária.

Quais são os principais sinais e sintomas da mielite transversa?

Os principais sinais e sintomas da mielite transversa dependem da porção da medula que tenha sido afetada e dos danos causados aos neurônios nela localizados. A mielite transversa é de progressão rápida (horas, dias ou semanas) e pode começar a se manifestar com dor súbita nas costas, choque medular, dormência, fraqueza, paralisia muscular, espasticidade, fadiga, perda do controle intestinal e da bexiga e disfunção sexual, mas é comum que ocorra um quadro febril anterior ao surgimento dos sintomas neurológicos. Geralmente a doença só ocorre uma vez, no entanto, pode haver recorrência numa porcentagem pequena de casos.

Como o médico diagnostica a mielite transversa?

O diagnóstico de mielite transversa é feito por meio da história clínica e de um exame físico detalhado. Os exames de imagens, como ressonância magnética, tomografia computadorizada e radiografia da coluna são úteis para excluir a presença de fatores que levem à compressão da medula. Um exame de sangue e uma punção lombar ajudam a esclarecer as causas da enfermidade e a excluir várias outras desordens que possam gerar sintomas assemelhados.

Como o médico trata a mielite transversa?

Os corticoides são utilizados para reduzir a inflamação da medula espinhal. A plasmaferese (técnica para separar o plasma sanguíneo dos outros elementos do sangue) é usada como um tratamento para diminuir ou suprimir a ação do sistema imunológico. Além disso, uma fisioterapia para reabilitação das lesões da medula deve ser tida como uma parte essencial do tratamento.

Como evolui a mielite transversa?

Com relação à recuperação, a mielite transversa pode ser dividida em três terços: um terço tem uma recuperação boa, um terço tem uma recuperação moderada e um terço não se recupera.A recuperação que não se inicia entre um e três meses depois do início do tratamento é pouco provável de ocorrer

POSTS EM DESTAQUE
RECENTES